Verba Pública | Da redação/com Assessoria | 12/05/2014 11h26

Repasse do FIC sobe para R$5 mi e beneficia 80 projetos

Compartilhe:
Governador destacou que os 80 projetos representam todas as expressões culturais do Estado Governador destacou que os 80 projetos representam todas as expressões culturais do Estado (Foto: Reprodução/Diário Corumbaense)

Campo Grande (MS) - Ao autorizar o repasse de R$ 3 milhões do Fundo de Investimentos Culturais (FIC) para 80 projetos, distribuídos por 20 municípios, o governador André Puccinelli anunciou a liberação de mais R$ 2 milhões ainda este ano, atendendo a reivindicação das entidades e meio artístico que fomentam a cultura em Mato Grosso do Sul.

A complementação financeira garantida pelo governador atenderá aos projetos culturais com abertura das inscrições prevista para junho, conforme cronograma da Fundação de Cultura de MS. Com os R$ 5 milhões orçados para 2014, os investimentos do governo estadual em apoio à cultura regional, via FIC, somam R$ 13,5 milhões em sete anos.

“No primeiro ano do nosso governo não foi possível retomar o fundo, por falta de recursos, mas a partir de 2008, com R$ 500 mil, a cultura garantiu um investimento gradativo em reconhecimento à produção artística e incentivo à nossa memória cultural”, disse Puccinelli, durante a solenidade de assinatura de convênios,  na Governadoria.

Compromisso

Os recursos do FIC contemplam projetos de música, artes cênicas, literatura, audiovisual, folclore, artesanato, museu e pesquisa cultural. Ao participar do ato, o presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul, Hildebrando Campestrini, lembrou em seu discurso que o FIC proporcionou à entidade a publicação de 99 obras literárias no atual governo.

“É uma produção fantástica, inclusive resgatando aquelas obras importantes que não estão disponíveis para o acesso da população em geral. O incentivo financeiro traduz o compromisso do nosso governador com a cultura”, destacou Campestrini. “Temos um governador que pensa no planejamento estratégico do Estado e não esquece, nunca, da nossa cultura”, complementou.

O repasse deste ano, segundo o presidente da Fundação de Cultura de MS, Américo Calheiros, “fecha o ciclo de um processo de afirmação e desenvolvimento de políticas públicas para fomentar a cultura”. Na sua avaliação, o FIC dinamizou e potencializou as manifestações culturais do Estado em todas as suas vertentes. “Este ato é a coroação de uma trajetória que busca consolidar a nossa identidade”, completou Calheiros.

Os recursos

O FIC 2014 beneficiará projetos culturais de Campo Grande, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rochedo, Coxim, Jaraguari, Gloria de Dourados, Fátima do Sul, Três Lagoas, Nova Andradina, Ivinhema, Pedro Gomes, Dourados, Inocência, Corumbá, São Gabriel, Corguinho, Guia Lopes, Ponta Porã e Paranaíba. Os 80 projetos representam todas as expressões culturais do Estado.

Na área da literatura, 13 projetos, que receberão R$ 287.242,62. O maior volume de recursos (R$ 1.205.082,00) será destinado aos 26 projetos de artes cênicas. No folclore, seis projetos foram contemplados com R$ 227.041,80; a formação cultural, com R$ 152.925,00; produção musical, R$ 617.225,47; audiovisual, R$ 353.155,00; museus e arquivos, R$ 114.041,73; artesanato, R$ 43.286,38; artes cênicas, R$ 547.830,00; teatro, R$ 491.992,00 e circo, R$ 65.260,00.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS