Sarau | Da redação | 11/11/2017 08h00

Biblioteca Isaías Paim abre aos sábados com realização de sarau cultural

Compartilhe:

A partir deste sábado (11.11) a Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaias Paim, unidade da Fundação de Cultura de Mato do Sul (FCMS) irá abrir para a população sendo uma opção a mais para aqueles que não têm condições de vir à unidade em outro dia da semana. O horário de funcionamento será das 8h às 13h. O sarau acontecerá a partir das 8h30 com a participação de vários artistas da comunidade.

O pedido de abertura aos sábados veio dos próprios usuários da biblioteca. Grande parte desses leitores são trabalhadores e estudantes e o objetivo é promover o acesso a informações e propiciar o conhecimento a população, garantindo e facilitando o acesso aos cidadãos a todo tipo de informação, como forma de criar e fortalecer o hábito de leitura bem como estimular a imaginação e criatividade e, principalmente, tornar a Biblioteca um lugar onde as linguagens do saber se hibridizem e se potencializem em aprendizado.

O sarau foi idealizado com o intuito de compartilhar experiências em música, dança, teatro, performance. Proporcionar a comunidade um momento de lazer e cultura com a finalidade de motivar a leitura e a escrita, e as linguagens artísticas. O evento irá acontecer em sábados intercalados, possibilitando também que os artistas que queiram divulgar seus trabalhos, possam ser vistos e conhecidos. Os interessados podem ligar na biblioteca no (67) 3316-9177 para fazer o agendamento.

Para a estudante de artes cênicas e estagiária da biblioteca, Mariana Castro, que idealizou o evento, é necessário que haja essa intervenção cultural pois a biblioteca é um lugar onde o conhecimento está ali para ser explorado, então, nada mais justo que a biblioteca esteja dando novas possibilidades para que esse espaço seja, cada vez mais, acolhedor: “acredito que toda ação feita aqui tem grande impacto social, o objetivo da biblioteca pública na sociedade é fomentar a leitura e a cultura numa relação intrínseca com a comunidade, logo a biblioteca precisa se tornar sinônimo de local de prazer, e aprendizado”, enfatiza.

Já a coordenadora da biblioteca, Eleuzina Crisanto, acredita no efeito positivo que a leitura e as outras linguagens do saber e o ambiente proporcionam. “Temos várias atividades e enfatizamos que o espaço é aberto, para grupo de estudos, reuniões, filmes, etc. Nossos leitores enxergam a Biblioteca como um suporte de apoio, bem como é pública e deve ser para todos”, ressalta Eleuzina.

Sarau

8h30 Poesia – Marta Dualibe
9h00 Performance – Mariana de Castro e Robson Marx
9h30 Música: Caio Santiago e Felipe Guedes
10h00 Blaoow (Unigran) – Coreografia: A casa da mãe Joana
Poesia – Mariana de Castro
10h20 Contempurban – Coreografia: Modo automático
10h30 Sintonia de Rua (Unigran) – Coreografia: Maloka
Exposição (aberto)

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS