Ensaio Geral - FCMS promove palestra “A memória sul-mato-grossense” no Museu de Arqueologia da UFMS
Reportagem | Jeozadaque | 26/11/2010 09h49

FCMS promove palestra “A memória sul-mato-grossense” no Museu de Arqueologia da UFMS

Compartilhe:

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) promove na próxima quinta-feira (2), às 9h, no Auditório do MUARQ – Museu de Arqueologia da UFMS, a palestra com o tema “A memória sul-mato-grossense”. O evento é aberto a estudantes, professores e demais interessados na temática história regional e tem parceria do Instituto Histórico e Geográfico de MS (IHGMS). A palestra é uma contrapartida do museu e do instituto ao Fundo de Investimentos Culturais de Mato Grosso do Sul (FIC-MS), que patrocinou a publicação de uma série de nove livros que relatam a história do Estado. A série memória sul-mato-grossense, tema central da palestra tem o objetivo de resgatar as obras de interesse sobre a cultura de Mato Grosso do Sul e disponibilizar o mais rico acervo sobre o assunto à população estadual. É integrada pelas seguintes publicações: “Derrotas”, de Joaquim Francisco Lopes, “Nioaque – Evolução Política e Revolução de Mato Grosso”, de Miguel Ângelo Palermo, “Taboco - 150 anos, Balaio de Recordações”, de Renato Alves Ribeiro, “Os Barões de Vila Maria”, de Carlos Vandoni de Barros, “História e Estórias da Revolução de 1932 em Mato Grosso do Sul”, de Athamaril Saldanha, “Morro Azul: Estórias Pantaneiras”, de Aglay Trindade Nantes, “Mato Grosso: Terra da Promissão”, “Evolução Histórica Sul Mato Grosso”, “Amambaí: A sua Etimologia e a Sua Pronúncia Ante o Tupi-Guarani”, de João Batista de Souza e a obra “Eduardo Olímpio Machado: O homem, o meio, seu tempo”, de Antônio Lopes Lins. O ministrante da palestra será o presidente do Instituto Histórico e Geográfico de MS - IHGMS, Hildebrando Campestrini, pesquisador incansável da história de Mato Grosso do Sul e professor com cinqüenta anos de exercício de magistério, membro da Academia sul-mato-grossense de Letras de MS, sendo reconhecido pela sociedade do Estado como escritor renomado. Atualmente ele tem treze livros publicados. O CEPEF - Centro de Estudos Profissionalizantes “Ezequiel Ferreira” foi a primeira instituição a receber a palestra. O tema enfocado colaborou com a formação em história regional de técnicos em eventos e turismo, que estudam na instituição. O Museu de Arqueologia da UFMS fica no 1º andar do Memorial da Cultura e da Cidadania, situado na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, Centro. Mais informações na Gerência de Patrimônio Histórico Cultural da FCMS nos telefones (67) 3316-91-55 ou 3316-9165. Da redação

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS