Pintura | Jeozadaque | 18/02/2011 12h04

CD dos sambas-enredos mantém identidade de cada escola no áudio

Compartilhe:

Na semana passada, a Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá) começou a distribuir entre as escolas da cidade os CDs com os sambas-enredos do carnaval 2011. Um trabalho realizado no estúdio CPR, na cidade do Rio de Janeiro, tendo a produção do diretor social da Liesco e intérprete, Wander Timbalada. Ele comentou que a produção do CD é um processo demorado e que exige muitos detalhes para um produto final de qualidade. "Em torno de um mês para que tenhamos uma qualidade de trabalho com calma, critérios. Para se fazer um trabalho que não tenha falhas. Primeiro, há a tomada de tom, depois detectar o tom do samba mediante a voz do intérprete, a feitura da base com a voz guia; em 3º inserimos os instrumentos de percussão; na quarta etapa, harmonias (cavacos e violões); na 5ª etapa, gravação do coro; a 6ª, voz do intérprete, momento marcante com os cacos, as chamadas que ele faz; a 7ª etapa, a mixagem para equilibrar todo esse processo e a última chama-se masterização quando trabalhamos todas as frequências (graves, médios, agudos) e timbragens", sintetizou. Wander, que já frequenta o carnaval corumbaense há vários anos, disse que essa relação ajudou a formatar o trabalho com um jeito todo especial de cada entidade. Timbalada garante que, neste ano, o trabalho de produção ganhou agilidade devido ao empenho dos compositores locais. "Esse ano fomos surpreendidos por sambas maravilhosos, até a forma de apresentar o trabalho foi diferente, os compositores tiveram a preocupação de gravar em estúdio com cavaquinho, com bateria e isso nos facilitou muito. Ano passado, entregavam só com a voz e tivemos um trabalho muito grande em 2010. Graças e Deus esse ano os compositores entenderam que tem que valorizar sua obra, fazer a coisa dentro de uma estrutura melódica e harmônica e nos facilitou muito", comentou ao afirmar que a Liga já estuda um calendário para este ano quando as escolas poderão repassar em outubro os seus sambas para que o CD seja entregue ainda em novembro, dando mais tempo de divulgação para as escolas. Ainda conforme Wander, não foi somente a forma como os sambas foram repassados à produção, mas a própria forma como foram preparados que apresentou uma evolução. Alex do Cavaco, que também trabalhou na preparação do CD, passará seu primeiro carnaval em Corumbá e afirmou que percebeu uma qualidade nas composições e que está atestando in loco o título dado à folia de Corumbá como o melhor carnaval do Centro-Oeste. Da redação/Com Diarionline

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS