Ensaio Geral - Concerto levou ao palco temas musicais famosos e participações especiais
Música | Da redação | 20/12/2017 08h00

Concerto levou ao palco temas musicais famosos e participações especiais

Compartilhe:

No Teatro do Centro de Convenções Miguel Gómez, o público assistiu ao mais esperado espetáculo musical do ano em Corumbá. O 17º Concerto de Santa Cecília, promovido pela Prefeitura de Corumbá, por meio da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico, ocorreu na noite de domingo, 17 de dezembro. Reunindo público das mais diversas idades, o concerto promovido pela Banda Municipal Manoel Florêncio contou com participações especiais. Cinco maestros se revezaram no palco para reger músicas consagradas internacionalmente. Participaram também do espetáculo o Coral Cidade Branca e Coral Jubilosos de Sião.

O concerto começou com a música “Na Baixa do Sapateiro”, do compositor Ary Barroso. As músicas “James Bond 007 Selection”, “Bolero de Ravel”, “Light Cavalary”, “Senhor dos Anéis” e “Alellujah”, esta com participação do Coral Jubilosos de Sião, seguiram a apresentação. Logo após a apresentação de “Light Cavalary”, José Carlos Marques Pereira, professor da Academia de Música Manoel Florêncio, que por vinte anos esteve à frente da Banda Municipal, foi homenageado. Ele recebeu placa de reconhecimento pela vida dedicada à cultura corumbaense, oferecida das mãos do prefeito Marcelo Iunes, do diretor-presidente da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico, Luiz Mário Cambará, e de Carmo Kleber de Arruda, coordenador pedagógico da Academia de Música Manoel Florêncio.

O tenor Alessi Raul de Castro Neto, servidor da Secretaria Municipal de Educação, teve presença especial na interpretação de “Canto da Terra”, música de Lúcio Quarantotto. O guitarrista Leandro Cerqueira fez solo na composição “Glasgow Kiss” e Wagner Pereira interpretou a canção “You are the first, my last, my everything”. O Coral Cidade Branca cantou “Moment For Morricone” e a canção “Fidelidade” teve participação da cantora Dorcas Angélica e dos Corais Jubilosos de Sião e Cidade Branca. Esse foi um momento ímpar de todo o concerto, quando três corais se uniram e se transformaram em um grande coral que despertou a atenção de todos os presentes. Por fim, o concerto terminou com a música “Orpheus”.

O prefeito Marcelo Iunes lembrou que o Teatro do Centro de Convenções ainda está inacabado e que vai trabalhar para o Município conseguir concluir a obra, a fim de estimular mais espetáculos culturais como este. “Vai ter 800 poltronas, vamos melhorar a acústica e vamos fazer com que isso aqui se torne uma rotina no dia a dia dos corumbaenses e não só no final do ano. Que todos os meses tenhamos aqui shows nesse grande Teatro Municipal que vai ser entregue totalmente concretizado, no mais tardar até em março”, garantiu Iunes. Conforme ele, já houve diálogo com a Secretaria de Finanças e com a Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico para o projeto ser agilizado.

“Quero parabenizar todos os envolvidos com o concerto, o maestro, os integrantes da Banda, os participantes que fizeram um grande show. Não podemos deixar que isso seja feito apenas uma vez por ano, isso deve ser algo constante na vida do corumbaense, precisamos mostrar que temos cultura além do Carnaval e do São João. Com certeza, vamos investir bastante na cultura corumbaense e não só nos grandes eventos”, afirmou o prefeito Marcelo Iunes.

Conforme o chefe do Executivo corumbaense, a Prefeitura vai ampliar os cuidados com o Centro de Convenções tendo a Fundação de Turismo do Pantanal e a nova Agência Municipal Portuária como parceiras, além da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico. De acordo com ele, está previsto investimento de mais de R$ 3,5 milhões para melhorias no Porto.

Histórico

O dia 22 de novembro é considerado o dia do músico em homenagem a Santa Cecília, jovem mártir romana do século IV da era cristã que usava a música para elevar sua alma ao Criador. Pela tradição, enquanto ela estava para ser decapitada, por ordem do prefeito de Roma, entoava hinos a Deus e sua voz ainda era ouvida depois do golpe fatal. Sempre no final do ano, a Banda Municipal Manoel Florêncio promove concerto para expor frutos de seu trabalho interpretando peças com o mais variado repertório.

Fundada em 10 de janeiro de 1960, a Banda Municipal de Corumbá, como era chamada, passou a denominar-se Banda Municipal Manoel Florêncio em 1975, como homenagem póstuma ao flautista e professor de música Manoel Florêncio. Mantida pelo Município, hoje conta com 40 componentes a partir dos 12 anos de idade. Atualmente é liderada pelo regente Kleber de Carvalho Jares.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS