Ensaio Geral - Campanha quer recuperar prédio onde funcionou museu
Museu | Correio do Estado | 23/05/2017 10h21

Campanha quer recuperar prédio onde funcionou museu

Compartilhe:

A cidade de Aquidauana se mobiliza para recuperar o Museu de Arte Pantaneira Manoel Antônio Paes de Barros, cujo prédio, construído em 1918, encontra-se fechado desde 2012 e em condições precárias.

A prefeitura local lançou a campanha solidária “Amigos do Museu” para arrecadar material de construção, até 19 de junho, com a finalidade de concluir a reforma inacabada e reabrir ao público um dos mais ricos acervos histórico e artístico do Estado.

A iniciativa partiu da Fundação de Cultura e Turismo (Fundact) e ganhou a adesão da comunidade e do empresariado.

O lançamento da campanha lotou a Câmara Municipal, simbolizando o abraço de toda a sociedade local ao projeto, que também busca consolidar parcerias para a destinação de mão de obra e assessoria técnica gratuitas, num momento de dificuldades financeiras do município por conta dos cortes de verbas do Estado e União.

“A campanha nasceu devido ao clamor da sociedade aquidauanense pela reativação do museu”, segundo o prefeito Odilon Ribeiro.

“Não tenho dúvidas que todos vão aderir à ideia, pois trata-se de um resgate patrimonial. O município não tem recursos e precisa do apoio para revitalizar o nosso museu, pela sua importância para a cidade e pelo seu rico acervo, que conta um pouco de nossa história e do homem pantaneiro”, pontuou.

Além da adesão do fundador do museu, professor Francisco Trindade Leite, hoje reitor de uma universidade nos Estados Unidos, a campanha ganhou força com a doação do projeto arquitetônico de autoria da arquiteta aquidauanense Beatriz Garcia, que hoje atua em Brasília e contou com o apoio do colega Roberto Brito e técnicos da Fundact na sua elaboração. A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e Exército também garantiram apoio.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS