MS Canta Brasil | Da redação/com Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul | 06/03/2014 14h57

Humberto Gessinger abre MS Canta Brasil com Surfistas de Trem

Compartilhe:

Campo Grande (MS) - A Fundação de Cultura do governo de Mato Grosso do Sul abre neste domingo (9 de março), a partir das 17h30, no Parque das Nações Indígenas a temporada 2014 do MS Canta Brasil com o músico gaúcho Humberto Gessinger e a banda sul-mato-grossense Surfistas de Trem. A entrada é franca.

 

Com letras de personalidade e melodias marcantes, Humberto Gessinger, que durante duas décadas foi a voz da banda Engenheiros do Havaí, levará ao palco do Parque das Nações Indígenas sua nova turnê Insular, que conta com novas canções elogiadas pela crítica além de antigos sucessos da banda gaúcha.

O show do músico gaúcho inclui composições de todas as fases de sua carreira, incluindo os “Engenheiros” e o duo Pouca Vogal, com Duca Leindecker. O saldo de anos dedicados a música se refletem nos 20 CDs e 6 DVDs gravados e clássicos como “Exército de um homem só”, “Ninguém = ninguém”, ‘Refrão de bolero”, “Somos quem podemos ser”, “Piano bar” e “Infinita Highway”, entre outras.

Já a banda de Ponta Porã Surfistas de Trem apresenta no MS Canta Brasil o show “Moderna Música da Fronteira - Paz, Amor y Tereré”, uma explosão de miscigenação cultural que mescla o português, espanhol e guarani em uma pegada autêntica e com muito suingue.

O show Moderna Música da Fronteira une os mais diferentes ritmos, como o rock, o reggae, o soul e o samba rock, provando que é possível ser regional e cantar a cultura de Mato Grosso do Sul sem ser exclusivamente voltado aos velhos e clássicos ritmos fronteiriços.

O grupo foi criado em 2008 com um novo conceito: a criação de uma música urbana regional. É formado pelos músicos João Caetano (voz e guitarra), Cleyto Vieira (guitarra), Renan Dorta (baixo), George Parah (bateria e percussão) e Alexandre Parra (guitarra e produção musical).

Serviço - As apresentações do projeto MS Canta Brasil acontecem neste domingo (9 de março), a partir das 17h30, no Parque das Nações Indígenas. A entrada é franca.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS