Ensaio Geral - Prefeitura da Capital promove melhorias para a Feira Indígena
Indígena | Da Redação/Com Fundac | 01/05/2015 14h52

Prefeitura da Capital promove melhorias para a Feira Indígena

Compartilhe:

Com a instalação da cerca de aço no entorno do Mercado Antonio Valente (Mercadão), a Praça Oshiro Takimori, mais conhecida como Feira Indígena, ponto tradicional que atrai não só moradores da cidade mas também os turistas, está sendo beneficiada com a melhoria. A Prefeitura também está reformando os quiosques onde os indígenas comercializam seus produtos.

De acordo com a presidente da Feira Indígena, Vanda Albuquerque 100% dos comerciantes que trabalham no local aprovaram a reforma, e principalmente a cerca que protege as índias durante à noite. “A maioria aqui na feira é de mulheres, que geralmente chegam à noite com as mercadorias para comercializar durante o dia. Esta mudança é muito importante e torna o local mais seguro”.

Segundo a presidente da Feira, Vanda Albuquerque, há muito tempo eles haviam pedido mais segurança para o local. “Esta segurança chegou com a administração do prefeito Gilmar Olarte, que está olhando para nós, e dando condições de trabalho. Para nós indígenas, o prefeito está fazendo um bom trabalho. Somos gratos”, frisou Vanda.

A comerciante Delnizia Delfino da Silva comercializa no local milho, pimenta em conserva, jiló e feijão verde e está satisfeita com a cerca que está sendo instalada no entorno da Feira Indígena. “Estou satisfeita com a reforma que a Prefeitura está fazendo. A gente se sente mais tranquila e segura para trabalhar”.

Antônio Dias do Nascimento, 59, trabalhador autônomo, e morador do bairro Aero Rancho sempre que pode vai até a Feira do Índio fazer suas compras de feijão verde. “Os produtos daqui não tem química, e para que tem o hábito de consumir produtos da lavoura indígena é muito bom”.

Para a dona de casa Elza Fonseca, 58, o local ficou mais seguro com a instalação da cerca. “Este trabalho favorece comerciantes e consumidores. Gosto de comprar aqui porque os produtos vêm direto da roça e são colhidos no dia”, completou.

Produção:
Quem passar pelo Mercadão não pode deixar de comprar feijão verde, jiló, milho verde, palmito, laranja, mexerica, jurubeba natural e em conserva.

Cada produto tem sua época de colheita. O pequi, mês de dezembro; Manga, outubro; Guavira que é uma fruta do cerrado geralmente e colhida no mês de novembro.

A maioria da produção comercializada na Feira do Índio vem das lavouras das Aldeias de Morrinho e Cachoeirinha de Miranda; Buriti de Dois Irmãos do Buriti; de Limão Verde, do município de Aquidauana.

Serviço - A Praça Oshiro Takimori Feira Indígena está localizada na rua 26 de Agosto, esquina Avenida Noroeste em Campo Grande 

História - A conhecida Praça do Mercado, localizada entre as Ruas 7 de Setembro e 26 de Agosto, em frente ao Mercado Municipal Antonio Valente, foi inaugurada em 28 de agosto de 1960 com o nome de Praça João Pedro de Souza.

A partir de 1964 passa a denominação de Praça Oshiro Takimori, em preito a um dos grandes impulsionadores do desenvolvimento do Estado. Com a reforma efetivada em 2000, ampliou-se a área destinada à venda de produtos agrícolas oriundos de colônias indígenas, ali comercializados.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS