Geral | Da Redação/Com Fundac | 19/06/2015 11h30

Prefeito assina convênio que preserva sede de Centro de Tradições Gaúchas

Compartilhe:

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Fundac), firmou convênio com o Centro de Tradições Gaúchas Tropeiros da Querência que dá respaldo jurídico à cedência por mais cinco anos de uma área de 6 mil metros quadrados no Bairro Vilas Boas, onde o CTG está há 25 anos instalado. O ato de assinatura do documento foi realizado na quinta-feira à noite com a presença do prefeito Gilmar Olarte, do presidente da Fundac, Rodrigo Pimentel, do presidente da Câmara de Vereadores, Mário César, além de ser prestigiado pelo deputado federal Carlos Marun (PMDB). O presidente do CTG, o “patrão” Rosmar Romeu Paztlaff, preparou uma recepção animada por música e danças típicas sulistas.

A entidade vai transformar um espaço de 2 mil metros quadrados em praça que planeja transformar numa área de integração das culturas gaúcha e sul-mato-grossense. Também está prevista a construção de um estrutura de 100 metros quadrados, onde o CGT vai erguer o “galpão criolo”, espaço que os gaúchos avaliam como templo de suas tradições, onde se reúnem em torno de uma fogueira para tomar chimarrão, cantar e ouvir músicas gauchescas, assar e degustar um churrasco, além de promover as chamadas tertúlias, encontros de pessoas que gostam e cultivam a tradição gaúcha e são realizados em galpões.

A área onde será construída a praça margeia o prolongamento da Rua Nicomedes Vieira de Rezende, que será aberto para fazer interligação com a Rua Miguel Sutil. Depois de feito esse prolongamento, a Nicomedes será uma alternativa viária de acesso (a partir da Avenida Eduardo Elias Zahran) para essa região da cidade que tem as principais opções de acesso às avenidas Bom Pastor e Três Barras.

Na avaliação do “patrão” do CTG, Rosmar Romeu, a assinatura do convênio é um instrumento importante para preservar e difundir a integração das culturas gaúchas e sul-mato-grossenses. Hoje o CTG reúne 150 famílias, aproximadamente 700 pessoas,  que participam ativamente das suas atividades. 

O presidente da Câmara, Mário Cesar, enalteceu o empenho do prefeito Gilmar Olarte para buscar uma solução jurídica que garantisse a manutenção do CGT na área onde está instalando há mais de duas décadas. O mesmo posicionamento foi manifestado pelo deputado federal Carlos Marun, gaúcho de nascimento e associado ao Centro de Tradições Gaúcha Tropeiros da Querência.

Na sua fala, o prefeito destacou a importância do povo gaúcho e da sua cultura para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. Declarou-se “em casa e profundamente envolvido” pelo ambiente tradicionalista que envolveu a assinatura do convênio. “Me sinto em casa. Sou descendente de uruguaios e minha avó era natura de Carazinho, cidade do interior do Rio Grande do Sul”.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS