Ensaio Geral - Estudantes de escola de Ladário exercitam a paixão pela fotografia em oficina durante o Festival
Fotografia | Da redação | 24/05/2018 10h16

Estudantes de escola de Ladário exercitam a paixão pela fotografia em oficina durante o Festival

Compartilhe:

Alunos do Ensino Médio da Escola Estadual 2 de Setembro, em Ladário, tiveram uma aula diferente na tarde desta quarta-feira (23.05). Eles participaram da Oficina de Fotografia para câmera de celular ministrada na escola como parte da programação do 14º Festival América do Sul Pantanal.

O professor, Alexandre Sogabe, é gestor de Artes da Fundação de Cultura de MS. Ele repassou informações sobre enquadramento, balanço de branco e ISO, que é a sensibilidade da câmera para a luz. “A ideia é apresentar as convenções sobre o uso da câmera e a linguagem da fotografia”.

Alexandre percebe o interesse dos jovens pelas redes sociais e diz que a imagem neste contexto é o motor para a comunicação. “Com esta oficina eles podem usar de maneira diferente algo corriqueiro que eles já fazem. O objetivo é abrir a cabeça deles para outras possibilidades. E é super divertido, eles gostam”.

Karla Vitória, de 14 anos, estudante do 1º ano, gosta muito de fotografar flores. Ela coloca suas fotos nas redes sociais ou deixa guardado para ver depois. Gosta tanto de fotografia que gostaria de ganhar uma câmara profissional o seu aniversário de 15 anos. Ela é uma das participantes da “Fotografia é arte, é um jeito de expressar nosso olhar, nossa visão sobre o mundo. Eu não sabia sobre balanço de branco, nem como usar o ISO, aumentar ou diminuir conforme a qualidade do lugar. Esta oficina vai melhorar muito minhas fotos”, diz Karla.

Sua colega Érica Vitória, de 16 anos, estuda no 2º ano do Ensino Médio na mesma escola, e prefere fotografar o pôr do sol. “Eu tenho uma foto que eu fiz do coreto aqui da frente da escola no pôr do sol. Por meio da fotografia eu tenho mais contato com a natureza, acho bonito. Nesta oficina meu grupo fotografou um cenário antigo na escola, com um aluno isolado, para mostrar que muitos alunos ficam mais isolados. A gente tem que dar valor, cuidar melhor do ambiente e conversar mais com pessoas de outros grupos. Aprendi como a gente pode utilizar mais os brilhos”.

A diretora Ana Maria de Arruda Braga insistiu com a organização do Fasp para que a oficina fosse para a escola. “Os alunos gostam muito de tirar fotos e a maioria tem celular. Sou professora de Língua Inglesa e quando estava em sala de aula gostava muito dessas coisas. A aprendizagem não acontece só em sala de aula. Estas atividades são muito importantes para o aprendizado e aguçam até o lado profissional”.

Ela enfatiza, orgulhosa, o talento dos alunos para artes visuais e audiovisual informando que a escola foi premiada com o primeiro lugar na categoria Vídeo no concurso Soy Loco por ti America. “Os estudantes do 3º ano matutino do Ensino Médio visitaram o museu Muhpan [Museu de História do Pantanal], em Corumbá, e fizeram as filmagens e editaram. Eles vão para o município receber o prêmio na sexta-feira”.

A escola também recebeu o primeiro lugar na categoria Poesia. A premiação do Concurso Soy Loco por ti America acontece na manhã desta sexta-feira, 25, no Circo da Cultura e Cidadania (CCC) montado no Porto Geral.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS