Ensaio Geral - Corumbá realizará ato cívico e cultural em homenagem à Independência da Bolívia
Destaques | Da redação/com Diário Online | 06/08/2014 16h05

Corumbá realizará ato cívico e cultural em homenagem à Independência da Bolívia

Compartilhe:

Corumbá (MS) - Os 189 anos de Independência da Bolívia serão celebrados em Corumbá nesta quarta-feira, 06 de agosto, num ato cívico preparado pelo Consulado do Estado Plurinacional da Bolívia, com apoio da Prefeitura Municipal de Corumbá. Os festejos começam às 09 horas no Jardim da Independência, onde serão executados os hinos nacionais do Brasil e da Bolívia pela Banda Municipal Manoel Florêncio. Além da presença do agente consular da Bolívia no Brasil, Oscar Felix Cuellar Cuchallo, a vice-prefeita e diretora-presidente da Fundação de Cultura de Corumbá, Márcia Rolon, fará um discurso sobre a importância da data para a população fronteiriça.

Depois do momento cívico, apresentações culturais de músicas e de danças folclóricas com o cantor Felix Alanes e um grupo de Morenada. A parte da tarde segue com as festividades em louvor a Nossa Senhora de Copacabana, santa de origem e forte devoção na Bolívia. Às 15 horas, está marcada a celebração da missa na Igreja da Nossa Senhora da Candelária; às 16 horas, começa o desfile folclórico pelas ruas Antônio Maria e Dom Aquino, com destino à fronteira.

Uma característica das festividades em louvor a Virgen de Copacabana é acontecer nos dois lados da fronteira entre Brasil e Bolívia. Do lado brasileiro, são reservadas as partes religiosa (missa) e folclórica (entrada), com o desfile de devotos em grupos de danças tradicionais pelas ruas da cidade; e do lado boliviano, a festa com mais dança, comida e bebida.

“Essa festa é uma verdadeira manifestação de fé popular que já soma mais de 11 anos. Iniciada por feirantes e artesãos bolivianos e peruanos, ela destaca nossa fé e nossa latinidade”, disse o presidente do Conselho de Cultura de Corumbá, Arturo Castedo Ardaya.

A vice-prefeita e diretora-presidente da Fundação de Cultura de Corumbá, Márcia Rolon, reforçou o convite à comunidade católica, devotos, e população em geral para participar da celebração e prestigiar o desfile folclórico.

“A festa de Nossa Senhora de Copacabana, em Corumbá, é a maior manifestação cultura de integração fronteiriça de nossa região. Ela já mescla entre brasileiros, bolivianos tanto residentes aqui como do outro lado da fronteira e por isso já demonstra influências que lhe dão um caráter singular”, analisou a diretora-presidente que é mestre em Estudos Fronteiriços pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Curiosidade

No século XIX uma réplica da imagem da Virgem foi feita e levada ao Rio de Janeiro, onde foi criada uma pequena igreja para a Nossa Senhora de Copacabana, constituída por comerciantes espanhóis, e algumas chácaras e sítios. E assim foi criado o que, hoje, é o famoso bairro carioca de Copacabana. As informações são da Assessoria de Comunicação Institucional da PMC.


VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS