Entrevista | Da redação | 01/02/2018 09h06

‘Não queria uma capivara’, brinca vencedora de concurso que escolheu o mascote do Carnaval

Compartilhe:

Ela começou aos 4 anos, no Rio de Janeiro (RJ), quando ainda rabiscava caixas de papelão. Depois, por conta própria, aprofundou-se nos estudos e, esta semana, foi a vencedora do concurso que escolheu o desenho do Mascote para o Carnaval de Campo Grande.

Estudante de Artes Visuais, Yasmim Coradelo Barbosa, 23 anos, concorreu com outros 21 participantes e levou o prêmio em dinheiro de R$ 3 mil. Sua inspiração foi a Arara Canindé, que ganhou até cuia e bomba de tereré. De acordo com o edital, para a escolha do desenho foi levada em consideração a harmonia e a identidade da cidade.

“A inspiração veio depois de vários dias pensando pra fazer algo diferente. Não queria que fosse uma capivara (risos). Daí, vi uma Arara Canindé e as cores são exatamente as mesmas da bandeira de Campo Grande. Porém, mesmo assim, faltava algo com a cara dos campo-grandenses. Resolvi aderir ao famoso tereré pra dar aquele toque”, conta, sobre seu processo criativo.

O desenho do Mascote será utilizado na decoração do Carnaval 2018 em Campo Grande, para uso em peças decorativas a serem instaladas nas ruas, pórticos, palcos, arquibancadas, palanque de jurados, praças, canteiros centrais, avenidas, viadutos, passarelas e em logradouros públicos, visando decorar a cidade.



Desenho foi o vencedor do concurso do Mascote.

 

Em entrevista ao Ensaio Geral, Yasmim fala sobre sua relação com o desenho, seus planos para o futuro e seu grande sonho: abrir o próprio negócio. “Em dez anos, pretendo já ter minha empresa. No caso, seria de camisetas personalizadas geeks. Para os amantes de quadrinhos, games, filmes e séries”, revela.

Confira a entrevista:

Como surgiu seu interesse pelo desenho?

Desde que eu tinha 4 anos, gostava de rabiscar as caixas de papelão que eu tinha em casa. Sentia que iria querer trabalhar com algo na área ou virar desenhista. E hoje, graças a esforço próprio mesmo, treino e buscas na internet, consegui aprimorar técnicas de desenho no Photoshop, Paint Tool Sai, Clip Studio Paint. A faculdade não me ensinou nada, foi tudo estudos, sozinha em casa.

Por que decidiu participar do concurso?

Meu amigo me avisou. Ma mesma hora já comecei a pensar em algo para criar como mascote. Achei que seria uma ótima oportunidade de mostrar pra Campo Grande que eu posso ter algum talento.

Como pintou inspiração para criar o desenho?

Inspiração veio depois de vários dias pensando pra fazer algo diferente. Não queria que fosse uma capivara (risos). Vi uma Arara Canindé e as cores são exatamente as mesmas da bandeira de Campo Grande. Porém, mesmo assim, faltava algo com a cara dos campo-grandenses. Resolvi aderir ao famoso Tereré pra dar aquele toque.

Você mora há pouco tempo em Campo Grande. Teve alguma dificuldade para se inspirar por conta disso?

Tive um pouco, sim. Fiquei quebrando a cabeça uns três dias pensando. Depois, uma semana inteira pra pintar e detalhar a ave, por conta do meu serviço. 

Você já participou de outros concursos?

Já participei de alguns concursos no Rio de Janeiro. Quando eu estava no ensino fundamental e médio, costumava ganhar, porque era algo pequeno. E ganhava alguns concursos de desenho na internet. Alguns de votação no Orkut. Um outro concurso que ganhei em 2013 foi da BIC, se não me engano desenho sobre a Mata Atlântica e preservação.

Por que se mudou pra Campo Grande? A cidade te ajuda a criar?

Olha, provável que sim. Campo Grande é uma cidade bem acolhedora, com um povo simpático e tererezeiro. Agradeço muito as pessoas daqui pelas coisas que aprendi.

Como é sua rotina de estudos?

Eu faço EAD na faculdade, então só vou uma vez por semana. E estudo por cursos online de desenho. Faço o curso norte americano Udemyr, que é excelente. Mas quero mesmo algum dia ter meu próprio negócio na área de ilustração. Estou correndo atrás de abrir minha estamparia personalizada com meus desenhos.

Como você se vê em 10 anos?

Pretendo já ter minha empresa. No caso, seria de camisetas personalizadas geeks. Para os amantes de quadrinhos, games, filmes e séries. E estar empregando muita gente nisso, se possível. Eu já estou de agora investindo em colocar o MEI para a minha "miniempresa" de camisetas que se chama Nekoyam. Tenho até página no Facebook e estou construindo um site.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS