Ensaio Geral - Jerry Espíndola
Entrevista | Portal da Educativa | 19/08/2016 06h15

Jerry Espíndola

Compartilhe:

Músico fala sobre o Jerry&Barbados, montado com Rodrigo Teixeira, Alex Kundera, Júlio Queiroz e Dhonattas Oliveira.

O cantor e compositor Jerry Espíndola apresenta seu mais recente trabalho neste domingo (21.08) no projeto “Som da Concha”. O evento acontece na Concha Acústica Helena Meirelles, a partir das 18h, com entrada gratuita. A abertura do concerto de Jerry&Barbados será do grupo Os Alquimistas.

Jerry falou sobre o show de domingo, dos seus objetivos com o trabalho montado em 2015 ao lado de Rodrigo Teixeira (contrabaixo), Alex Kundera (bateria), Júlio Queiroz (teclados) e Dhonattas Oliveira (guitarra) e da parceria com a banda Os Alquimistas.

Confira abaixo a entrevista:

O QUE VOCÊ ESTÁ PREPARANDO PARA O SHOW DE DOMINGO DO JERRY&BARBADOS NO ‘SOM DA CONCHA’?

JERRY ESPÍNDOLA – Este será o quarto show da banda. Ainda estamos em fase de experiências com o repertório, mas estou gostando muito do resultado sonoro. No repertório tem músicas autorais, incluindo inéditas e já gravadas por mim e releituras de outros compositores, incluindo a nova safra sul-mato-grossense, como Marina Peralta e Xaras Gabriel.

O SHOW VAI TER CONVIDADOS?

JERRY ESPÍNDOLA – Vai sim, mas é surpresa! Posso dizer que é uma cantora e que ela fazia parte do Pétalas de Pixe, minha banda formada só por mulheres. Gosto de participações nos meus shows, acho uma oportunidade legal pra moçada que tá começando e também curto essa integração das gerações mais novas com as minhas músicas. Outra coisa legal que vai rolar é que fecharemos o show tocando juntos com Os Alquimistas. Faremos uma polca-rock do Geraldo Roca.

COMO VOCÊ ANALISA O TRABALHO DOS ALQUIMISTAS, QUE FARÃO A ABERTURA DO SHOW?

JERRY ESPÍNDOLA – Vai render muito rock´n roll pra gente Os Alquimistas! O show deles tem muita energia, são pesados, meio retrô e tem uma identidade muito forte, tocam com a alma. Isso é um ponto muito importante. Apesar de estarem começando dá pra sentir neles um potencial muito grande. Acredito nesses meninos!

QUAL O SEU OBJETIVO COM EM MONTAR O TRABALHO NOVO COM OS BARBADOS?

JERRY ESPÍNDOLA – Nossa proposta é fazer música com sinceridade. Com os Barbados faço meu trabalho mais pop, incluindo a polca-rock presente no repertório. O meu objetivo com a banda é atingir tanto o meu público que me acompanha há muito tempo como o público mais jovem, que ainda não conhece o Jerry Espíndola. Por esse lado, é um desafio mexer com a cabeça e coração dessa moçada da nova geração. Mas estou confiante que posso fazer um som que se encaixe no momento atual, graças a presença dos integrantes da banda, todos músicos talentosos e com trabalhos autorais significativos. De certa forma sou um artista desconhecido para os jovens. Isso me excita. Estou com frio na barriga!

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS