Ensaio Geral - Ruiter: Festa da padroeira de Ladário fortalece turismo no Pantanal
Ensaio | Jeozadaque | 27/10/2011 10h08

Ruiter: Festa da padroeira de Ladário fortalece turismo no Pantanal

Compartilhe:

Cerca de 60 mil pessoas participaram nesta segunda-feira (24) das comemorações pelo Dia de Nossa Senhora dos Remédios, padroeira de Ladário. A festa, cujo ponto alto é a procissão pelas ruas da cidade mais antiga de Mato Grosso do Sul, atraiu fiéis inclusive de outros estados. Para o prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira (PT), esta mobilização em torno da Santa fortalece o turismo na região pantaneira. "Nosso município conta com um calendário de eventos bastante consolidado. O Carnaval, o São João e as várias outras atrações que acontecem durante todo o ano atraem muita gente. Com a festa de Nossa Senhora dos Remédios, Ladário também entra neste circuito, gerando renda e oportunidade de emprego para toda a região", avaliou. Acompanhado da primeira-dama e secretária especial de Integração das Políticas Sociais, Beatriz Cavassa de Oliveira, Ruiter participou da Santa Missa celebrada na noite desta segunda-feira, em frente ao Santuário de Nossa Senhora, pelo bispo diocesano Dom Segismundo Martinez Alvarez. Depois da celebração, o chefe do Executivo corumbaense, o deputado estadual Paulo Duarte (PT) e o prefeito de Ladário, José Antônio Assad e Faria (PT) estiveram na procissão e ajudaram a conduzir a imagem da Santa até seu altar, onde o padre Celso Ricardo da Silva, pároco do Santuário, abençoou os fiéis. A Santa Os poderes atribuídos a Nossa Senhora dos Remédios, que segura o Menino Jesus com o braço esquerdo e um ramo de bálsamo com a mão direita, ultrapassou municípios e fronteiras. Tanto que a Igreja Matriz, após colecionar centenas de relatos de milagres e virar centro de peregrinação, recebeu a consagração de Santuário em 2008. E pelo terceiro ano comemora seu dia, neste 24 de outubro, como Santuário de Nossa Senhora dos Remédios. Ela é a santa dos enfermos e desesperados. A igreja, construída em estilo semi-gótico, está completando 119 anos. Sua história de amor, fé e afinidade espiritual está ligada a Ladário. Chegam peregrinos de Campo Grande, Cuiabá, da Bolívia e até de São Paulo. Este ano a Igreja Matriz recebeu nova pintura, em tom azul claro, para comemorar seu grande dia. Em seu livro "Sopa Paraguaia", o escritor e poeta ladarense João Lisbôa Macêdo conta que a história de devoção começou com o capitão-tenente José Raymundo de Souza Lobo, que deu a imagem de presente à cidade. Até ali, a estatueta, de origem espanhola, modulada em gesso, trazida para Ladário em 1895, ficava na capela do Arsenal da Marinha. No seu primeiro centenário, comemorado em 2 de Setembro de 1878, Ladário lançou a pedra fundamental para a construção do templo de Nossa Senhora dos Remédios, na rua do Couto, onde hoje se localiza o Santuário. "A construção foi efetivamente iniciada em 1892, quatorze anos mais tarde, e nesse ínterim as missas eram realizadas ao ar livre", relata Lisboa. Incorporada ao cotidiano dos católicos de Ladário, a santa é representada no Brasão Municipal por meio de duas flores de lis. Este ano, mais uma vez, toda a infraestrutura da Festa da Padroeira foi montada pela Prefeitura, que já incluiu o evento no calendário turístico e religioso. Um palco foi montado ao lado da Igreja para receber os shows regionais. "Por meio da Festa da Padroeira, queremos que todo o País conheça as potencialidades de Ladário", acentuou o prefeito José Antonio. Da Redação/Com Midiamax

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS