Ensaio Geral - Ensaio aberto de violão clássico atrai curiosos e faz músico retomar projeto
Ensaio | Da Redação/Com Campo Grande News | 31/05/2012 11h49

Ensaio aberto de violão clássico atrai curiosos e faz músico retomar projeto

Compartilhe:

Ensaio aberto de violão clássico pegou o público de surpresa na tarde deste sábado (26) e deixou até o músico, já acostumado à platéia, motivado a retomar um antigo projeto e dar início a um novo. A apresentação foi ao ar livre, no espaço do ateliê Maria do Povo, em Campo Grande.

De volta à Capital depois de concluir o mestrado em música contemporânea na Universidade Federal de Goiás, o músico, Gilberto Stefan, conta que resolveu realizar o ensaio para divulgar um concerto que vai fazer em junho.

Mas o que era para ser um evento curto, apenas para divulgar a apresentação solo, se transformou em uma experiência descontraída e recompensadora.

“Queria uma coisa bem intimista e de repente apareceram 20 pessoas”, conta. “Elas adoraram e começamos a conversar para tirar dúvidas sobre o universo da música clássica”, completa o músico.

Gilberto Stefan revela ainda que a receptividade foi tão boa que não teve como se limitar a 3, 4 músicas. Resolveu executar todo o programa previsto para o concerto.

Por cerca de 1 hora interpretou obras clássicas como “Capricho”, de Kaspar Mertz, “Variações sobre o Tema Folias de Espanha”, de Mauro Giuliani e “Maria”, de Francisco Tárrega.

A proprietária do ateliê e amiga do músico, Kelly Cristine de Lima Garcia, de 40 anos, “sabia que as pessoas iriam gostar, mas a possibilidade de motivar para próximos encontros foi uma surpresa”.

O pequeno espaço, declarou, acabou oportunizando a divulgação da música erudita. Com a boa repercussão entre amigos e clientes do ateliê, Gilberto pretende agora realizar apresentações bimestrais no local, mas ainda não há uma data definida.

Projeto - Além disso, Gilberto pretende retomar um antigo projeto, que começou em 2007 e só foi interrompido porque ele mudou de cidade para se dedicar ao mestrado.

Trata-se da “mostra de violões de Campo Grande”. O grupo, na sua formação original, chegou a realizar cerca de 6 apresentações na Capital.

Para o músico, o projeto é uma maneira de promover o acesso da população ao universo da música erudita e, além disso, tirar dos músicos o “peso” de tocar apenas com terno e gravata, nos teatros.

De volta à Campo Grande, cidade onde nasceu, Gilberto agora está em busca de novos parceiros. Para seleção é necessário enviar portfólio em vídeo ao e-mail gilbertostefan@yahoo.com.br.

Serviço – O ateliê Maria do Povo está localizado na rua Padre João Crippa, 467, região central de Campo Grande e abre todos os sábados.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS