Ensaio Geral - Cozinha Experimental mantém tradição das festas de fim de ano
Culinária | Da redação | 08/12/2017 08h44

Cozinha Experimental mantém tradição das festas de fim de ano

Compartilhe:

O programa de prevenção “Cozinha Experimental”, que foi criado em 2013 com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas por meio de uma alimentação saudável, realizou na última terça-feira (05) o último curso de 2017. Desde a sua criação, o programa desperta o interesse dos participantes por receitas nutritivas sem perder o sabor. Os cursos acontecem duas vezes por mês no Centro de Prevenção da Cassems, que fica na Rua Abrão Júlio Rahe, 97, Centro. Para se inscrever, o beneficiário deve ligar no (67) 3382-8584. O valor da inscrição é de R$ 30,00.

A beneficiária Rejane Eurides Silva conta que o “curso foi maravilhoso porque nós tivemos novas opções, mesmo usando os ingredientes tradicionais, mas com novos complementos, mais saudáveis. Hoje, todo mundo quer cuidar da saúde, então, foi excelente.”.

Já Josiane Cangussu destacou facilidade de aprender devido ao detalhamento com que as receitas são ensinadas. “Adorei o curso, principalmente porque foi muito produtivo, com muitos detalhes para inovar na cozinha. A minha família vai ficar mais satisfeita com as novas receitas para a ceia. Eu recomendo o curso para todos que não conhecem”, aponta Josiane.

Íris Borges Guimarães explica que achou o curso ótimo porque “preparar a ceia é tudo de bom, principalmente quando se sai do tradicional e faz algo diferente. Foi isso que nós aprendemos aqui, ingredientes diferentes para dar um toque especial na preparação da ceia”.

A nutricionista e coordenadora da “Cozinha Experimental”, Melissa de Andrade, explica que no curso especial de fim de ano, o método será o mesmo aplicado durante todo o programa: a substituição para deixar as receitas mais saudáveis.

“Quando chega essa época do ano, as pessoas só pensam em comer e saem da rotina da boa alimentação e, nesse curso, assim como nos outros, a gente busca substituições mais saudáveis. Sendo assim, nós fizemos uma farofa que no lugar do bacon, vou usar castanhas, como nozes, amêndoas e avelãs. A gente tira um pouco da gordura, do valor calórico e aumenta as propriedades, tudo isso, sem sair da tradição. Então, nós usamos peru, tender e lombo, porém, todas feitas de uma maneira mais saudável. Por exemplo, o lombo nós tiramos toda a gordura e preparamos com cebola caramelizada, o tender a gente preparou com purê de damasco e pêssego. Do peru nós usamos só o filé do peito marinado num molho de laranja. São várias substituições para deixar a comida um pouco mais leve sem abandonar a tradição”, explica Melissa.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS