Audiovisual | Da redação | 30/03/2018 13h33

FCMS prorroga inscrições para edital de apoio a obras audiovisuais

Compartilhe:

Foram prorrogadas as inscrições para o edital de Apoio a Produção de Obras Audiovisuais Inéditas de Curta Metragem, de Ficção ou Documentário. As propostas devem ser encaminhadas para o Museu da Imagem e do Som (MIS), da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) até o dia 2 de abril de 2018 via Correios. A data limite anterior era 16 de março.

Com a prorrogação para o recebimento de propostas, todas as demais datas do edital foram alteradas. A abertura dos envelopes pela Comissão de Análise Documental será no dia 9 de abril; a publicação da Ata pela Comissão de Análise Documental, no dia 11; o fim do prazo recursal da primeira fase será no dia 17; a publicação da Ata da Comissão de Análise Técnica – Meritória no dia 16 de maio; fim do prazo recursal da segunda fase, dia 23 de maio; publicação do Resultado final dos selecionados, homologação e convocação para entrega da documentação de regularidade fiscal, dia 29 de maio e o prazo final para Cadastramento dos Convenentes na Serc, dia 4 de junho.

Serão selecionados três projetos que receberão apoio financeiro para sua completa produção. Serão contemplados apenas produtores audiovisuais atuantes no Estado, prestigiando a produção independente sul-mato-grossense de forma a fomentar o desenvolvimento da produção audiovisual local.

Os projetos avaliados devem ser inéditos, de curta metragem de ficção ou documentário. Podem contar – de forma total ou parcial – com técnicas de animação, sendo permitida a incursão experimental, com caráter de inovação de linguagem. Os filmes podem ter duração de 10 a 30 minutos. Em todos os casos, a matriz de captação deve ser em formatos digitais de alta definição (HD).

A seleção será realizada em duas etapas e por dois grupos com enfoques especificos: Comissão de Análise Documental e Comissão de Análise Técnica Meritória. Cada uma será formada por seis membros, três titulares três suplentes, de reputação ilibada e reconhecido conhecimento da matéria em exame, sendo ambas nomeadas pelo presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS