Ensaio Geral - ​Engenharia de Aquicultura vence concurso de quadrilhas e barracas
Arraial | Da redação | 12/06/2018 10h01

​Engenharia de Aquicultura vence concurso de quadrilhas e barracas

Compartilhe:

Acadêmicos do curso de Engenharia de Aquicultura foram os vencedores este ano do Arraiá da UFGD no concurso de quadrilhas e barracas. A festa aconteceu no último final de semana, na Unidade 1 da UFGD, e teve presença maciça da comunidade acadêmica e externa.

Com a quadrilha intitulada: Aquicultura no Reino das Águas Claras - Monteiro Lobato - acadêmicos do curso Engenharia de Aquicultura leveram a primeira colocação. A segunda posição ficou para a quadrilha do curso de Artes Cênicas que fizeram uma crítica à desprofissionalização e à desvalorização dos artistas brasileiros.

Já no concurso de barracas, o primeiro lugar também ficou para o curso de Engenharia de Aquicultura, com a Barraca de Caldos; o 2º lugar foi para o Centro Acadêmico de Direito que serviu Bebidas Quentes e o 3º lugar ficou para a Empresa Junior Terra Fértil da Agronomia, com a Barraca de Cachorro Quente.

Nos dois dias de festa houve muita dança ao som do músico Sidnei Alves e banda, que foi o ganhador do concurso do Projeto de Extensão Celebração, que seleciona atrações musicais para os eventos de extensão e cultura da UFGD. O grupo animou a festa com chamamés, vaneiras, guarânias, forró, xote, etc. Também rolou muito forró e sertanejo universitário com o Grupo 4ª Estação, composto pelos músicos Odair Vilela, Osmar Medina e Junior do Acordion.

TRADIÇÃO

As comemorações das festas juninas no Brasil, além de manterem as características herdadas da Europa, como a celebração dos dias dos santos, também mesclaram elementos típicos do interior do país e de tradições sertanejas, forjadas pela mescla das culturas africana, indígena e europeia, e no caso de Dourados, incluem-se costumes de colônias paraguaias, refletidos principalmente nos pratos servidos.

É exatamente por isso que além das opções de barraquinhas de comidas típicas como a pamonha, curaus, bolos de milhos, a UFGD também oferece a opção de sopa paraguaia, chipa e pucheiro.

As danças se fazem presentes inclusive com o uso de instrumentos musicais como a viola caipira, sanfonas, tambores, entre outros. Bebidas quentes e frias, como o quentão, batidinhas com a cachaça brasileira também refletem milênios de tradições diversas que se imbricaram.

O tradicional Arraiá Universitário da UFGD tem crescido a cada ano, tornando-se referência e fazendo parte do circuito de festas no calendário de Dourados, reunindo estudantes, servidores e a comunidade externa.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS